Telefone: (65) 3321-3665

As melhores dicas para a sua transição de carreira

Se você chegou até este artigo é porque tem passado os últimos meses (ou até anos!) pensando na possibilidade da transição de carreira, certo?

E, acredite, você não está sozinho nisso. Esse é um desejo compartilhado por muitas outras pessoas!

Se antigamente o sonho era fazer uma faculdade e trabalhar na mesma empresa até se aposentar, hoje, as pessoas estão cada vez mais abertas à ideia da mudança de carreira para enfrentar novos desafios e sair da zona de conforto.

Seja pela internet nos mostrando milhares de opções para atuar profissionalmente, pelas condições difíceis de trabalho na profissão escolhida, ou, até mesmo, por estar desmotivado por atuar tanto tempo na mesma profissão.

O outro lado da moeda é que não é uma decisão fácil. Muitas pessoas ponderam essa mudança pensando se não vão jogar fora todo o dinheiro e esforço envolvidos na construção de uma carreira. Graduação, experiências profissionais, diversos cursos.

A boa notícia é que não é preciso abrir mão de tudo! Assim como têm surgido cada vez mais possibilidades diferentes de atuação, os cursos de especialização também ficam cada vez menos restritos e com temas mais abrangentes.

Para te ajudar a fazer a transição de carreira do modo mais fácil, preparamos esse artigo explicando como entrar em uma nova carreira sem realizar outra graduação, o que é preciso ponderar na hora da transição e como se planejar para isso!

Boa leitura!

O que ponderar na hora da transição de carreira?

Como já dito, o momento de decidir mudar de carreira não é fácil. É uma tomada de decisão que irá interferir diretamente no seu futuro, além de ser necessário um tempo de dedicação para subir novos degraus novamente.

Por isso, na hora de pensar na transição de carreira, faça uma auto reflexão e pense sobre os prós e contras dessa decisão.

Será que eu realmente quero isso para o meu futuro?

O primeiro ponto a ser observado é que, se você está pensando nisso, é porque algo não vai bem. Tente investigar a causa. Às vezes, a nossa insatisfação é com outro setor da vida que acaba interferindo nos demais. Novamente: autoconhecimento é a chave.

Pode ser também que a questão financeira seja um grande fator na mudança de carreira. Sabemos como isso é importante, mas se você é apaixonado pelo que faz e pensa em mudar somente pela questão financeira, pense se não é melhor conciliar as duas carreiras.

Em um primeiro momento parece atraente ter todas as suas dívidas sanadas, mas será que você vai aguentar o preço de trabalhar a maior parte do tempo com algo que não gosta?

Parece algo muito idealista, mas no dia a dia é que vemos como às vezes é melhor ganhar um pouco menos e ter mais qualidade de vida no trabalho à longo prazo.

Para te ajudar, pense nessas questões:

  • a única insatisfação que você tem na área profissional é o seu salário?
  • ir para o trabalho todos os dias tem se tornado muito penoso?
  • seu rendimento não é mais o mesmo, sente-se desestimulado?
  • você anda constantemente estressado, principalmente após o trabalho?
  • quando se imagina no futuro, geralmente está ocupando qualquer outro cargo ou não tem perspectivas para esse setor?

Se você se identificou com todas essas indagações, então a transição de carreira pode ser a resposta certa para você.

Como fazer a transição de carreira e recolocação no mercado sem cursar outra graduação?

Um dos contras que sempre figura na lista das pessoas que pensam em dar outro rumo à sua profissão é jogar fora todo o investimento e tempo dedicado na graduação.

Se você quer fazer a transição de carreira e está indeciso por essa questão, saiba que existem diversas opções que não incluem fazer uma nova faculdade.

Na verdade, é possível até mesmo usar a sua experiência anterior como um ponto positivo no seu currículo.

Hoje em dia, os empregadores têm procurado por multiprofissionais. Explicando melhor: as pessoas que tem mais de uma formação ou formação em áreas diferentes, muito provavelmente, terão um olhar mais amplo sobre determinado assunto.

Mesmo que você tenha uma graduação em engenharia, por exemplo, você pode pensar em uma pós-graduação ou MBA na área de Comunicação. Com certeza a sua graduação terá contribuído para um olhar mais analítico, raciocínio rápido ou na elaboração de estatísticas em sua nova carreira.

Outro exemplo é a transição de carreira em Coaching. Não existe uma graduação para atuar nessa área e os profissionais desenvolvem essas habilidades através de especializações, cursos livres ou de extensão em recursos humanos e gestão de pessoas.

Portanto, a grande vantagem de realizar uma especialização como ponte para a mudança de carreira é encurtar o caminho e ainda aproveitar características da sua primeira formação.

No Instituto de Pós-graduação e Graduação – IPOG oferecemos diversos cursos de especialização, dê uma olhada nesse linkpara ver qual combina mais com o seu novo objetivo de carreira.

Seu futuro chefe pode estar ao seu lado

Além dos benefícios já citados, realizar uma especialização como saída para a troca de profissão é um bom jeito de se realocar no mercado.

Você deve lembrar que grande parte dos seus contatos e networking no início da sua vida profissional vieram da graduação, certo?

Um dos benefícios da pós-graduação é a possibilidade de conhecer profissionais da área, muitas vezes pessoas que têm cargo de destaque em suas empresas. Além do ganho intelectual, muitos profissionais procuram um curso de especialização com esse desejo.

Como se planejar financeiramente para mudar de profissão sem crise

A transição de carreira é algo que implica não somente em uma nova profissão, mas irá reverberar diretamente na sua situação financeira.

Por isso, antes de largar o emprego e se jogar em uma pós para fazer a mudança, pense em fazer um planejamento financeiro e até um plano de carreira.

Trace metas e objetivos

A primeira providência a ser tomada é definir seus objetivos e traçar um prazo para que eles se concretizem. Esse prazo pode ser definido a partir das suas finanças pessoais e do seu estilo de vida, pois será preciso fazer uma poupança para a nova especialização e possíveis cursos.

Além disso, pode ser que você não consiga um novo cargo do mesmo nível que ocupava antes, pois estará dando os primeiros passos em uma nova profissão.

Tenha mais de uma carta na manga

Também tenha sempre um plano B e C para o seu planejamento financeiro. É possível ter uma noção de gastos, mas sempre pode aparecer aquele curso que você considera essencial, mas que cursá-lo irá comprometer seu orçamento destinado a especialização, por exemplo.

Por fim, se você chegar a conclusão que o seu sonho está muito caro, repense alguns pontos. Será que é necessário levar um estilo de vida tão caro? Pode ser que alguns luxos que você julgue serem essenciais possam não ser tão importantes assim.

Considere morar em uma casa menor ou um pouco mais afastada do centro, cortar refeições feitas fora de casa ou viagens, mesmo que pequenas.

Se ainda assim estiver difícil, considere estender o prazo de transição, mas lembre-se de manter o foco no sonho de mudar de carreira!

E se você é mulher e está pensando em abrir um negócio próprio, baixe o nosso eBook gratuito “Mulheres no empreendedorismo – Afirmação e Re-existência” e fique por dentro de histórias inspiradoras que te ajudarão nessa jornada!

Saiba como se planejar financeiramente para fazer sua pós-graduação!

Pensando em contribuir com a sua transição de carreira, preparamos este guia gratuito com dicas essenciais para você se planejar para fazer sua pós-graduação.

Espero que ele te ajude a tomar essa decisão da melhor forma possível!

Como se planejar financeiramente para uma pós-graduação

Para maiores informações sobre nossos cursos de especialização, entre em contato com a gente!

Compartilhe este post: